Quem está por trás da Dinie? Conheça Rodrigo Marcondes, nosso engenheiro de software

dinie Set 22, 2021

Dando continuidade à série “Quem está por trás da Dinie”, hoje falaremos sobre o trabalho desenvolvido por Rodrigo Marcondes, nosso engenheiro de software. Ele é o responsável pelo desenvolvimento de funcionalidades, automação de tarefas e planejamento nas soluções que oferecemos aos nossos clientes.

O ofício de engenharia de software está em ascensão, tanto no Brasil como ao redor do mundo. Em números, esta área contou com investimentos de cerca de 2,3% do PIB em 2019 no Brasil, o que corresponde a 1,8% do mercado global.

Ainda, o crescimento interno em engenharia de software foi de 10,5%, responsável por movimentar mais de R$ 161,7 bilhões na economia. Esses dados fazem parte do estudo “Mercado Brasileiro de Software: Panorama e Tendências 2020”, publicado pela Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES).

Hoje, vivemos a era dos aplicativos para smartphones e outros dispositivos móveis. Tudo pode ser resolvido a poucos toques, na tela do nosso telefone favorito: uma compra de produto, imóvel, resoluções bancárias, conversar com os amigos, interagir nas redes sociais, etc.

E é justamente os engenheiros de software os responsáveis pela melhor experiência possível para os usuários. Tudo deve ser simples, prático, rápido e intuitivo.

A programação não é o principal foco da engenharia de software, por incrível que pareça. Porém, o profissional precisa conhecer linguagens importantes, como JavaScript, Visual Basic, Python, C++, C# -, e seu funcionamento.

Além disso, o engenheiro de software deve ser habilidoso com matemática, uma vez que são criados diversos algoritmos. Estes, aliás, são a força-motriz de toda rede social!

A profissão de engenheiro de software é regulamentada desde maio de 2018. Logo, para conseguir um registro no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia), é obrigatório ter formação em Engenharia de Software.

Agora que você entendeu como funciona a profissão do engenheiro de software, vamos falar do nosso responsável aqui na Dinie.

Com vocês, Rodrigo Marcondes!

Por trás da Dinie: quem é o Rodrigo?


Rodrigo Marcondes é um paulista nascido em Taubaté, no interior do estado, que mudou-se para Campinas em 2007 para fazer faculdade de Ciência da Computação na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Desde então, reside e trabalha nesta cidade.

Aliás, um adendo: toda a equipe da Dinie trabalha em formato remoto, sabia disso?

Rodrigo começou sua carreira como desenvolvedor em uma startup da área médica, onde desenvolvia aplicativos e sistemas. “Na sequência trabalhei em uma grande outsourcing brasileira, onde atuei na construção de projetos de longa duração para grandes clientes internacionais. Sempre atuei como fullstack”, conta o engenheiro.

Rodrigo está trabalhando há 7 meses na Dinie, como engenheiro de software. Conforme colocamos no início do artigo, ele é o responsável pelo desenvolvimento dos aplicativos, funcionalidades, automação de tarefas e planejamento.

No seu tempo livre, Rodrigo gosta de jogar RPG pelo computador. Também pratica vôlei, assiste filmes e séries, estuda história e gosta de colaborar com outras pessoas.

Além disso, Rodrigo é vegano há 6 anos. Uma de suas paixões, claro, é cuidar de suas plantas. Outra curiosidade é que ele está construindo um motorhome.

Motorhome é como se fosse uma van ou um trailer, que na parte de trás do veículo possui cozinha, geladeira, microondas, banheiro com chuveiro quente, camas, mesas para refeições, guarda-roupa, gerador de energia, ar-condicionado, fogão, etc.

Se você gosta de comédias românticas, lembra-se do filme “Entrando Numa Fria Maior Ainda” (Meet the Fockers, 2004)? Na ocasião, Jack Byrnes (Robert De Niro) e Dina Byrnes (Blythe Danner) são convidados para conhecer os pais de Greg Focker (Ben Stiller), na Flórida (EUA).

E, para “se proteger do clima hostil de violência”, Byrnes manda construir esse motorhome blindado. O resto, só assistindo pra saber!

Os desafios de uma PME no Brasil, na visão de Rodrigo

Para Rodrigo, um dos maiores desafios de toda PME brasileira é conseguir créditos a juros baixos e que caibam dentro do orçamento das pequenas empresas. Por isso, o trabalho na Dinie é crucial, pois é uma das poucas fintechs que disponibiliza dinheiro de maneira desburocratizada e ágil.

Mensagem para os clientes Dinie

“Queremos te ajudar a crescer, que você consiga realizar seus sonhos profissionais, que gere emprego, riqueza e prosperidade.”.

Uma mensagem para quem gostou da Dinie, e quer se juntar à equipe

“Se você está afim de transformar o mercado de crédito no Brasil, enquanto se desenvolve profissionalmente, vem com a gente. A Dinie é uma empresa muito humana e diversa, e o nosso time é excelente!”

Etiquetas