Como investir o dinheiro de sua empresa e obter um bom retorno

Investimentos Jul 29, 2021

Provavelmente você já deve realizar investimentos financeiros em sua conta bancária pessoal, não é mesmo? Hoje, o que mais se vê nas redes sociais - e na Internet como um todo - são pessoas que entram de cabeça no mercado financeiro e conseguem uma renda extra ou até mesmo principal.

Muito disso provém de alguns propagadores de informações, tais como a jornalista e Youtuber Nathalia Arcuri, do canal Me Poupe, Thiago Nigro da corretora Ryco e Guilherme Benchimol, da XP Investimentos. Podemos considerá-los os cabeça-chave desta nova era do mercado de finanças.

Para as empresas, o investimento no mercado financeiro também é possível e bastante viável, ainda que não muito conhecido pelos empreendedores. Afinal, esta também é uma forma de fazer com que os juros compostos trabalhem a seu favor.

Os investimentos para Pessoa Jurídica são fundamentais para melhorar a gestão financeira de uma empresa. Em outras palavras, os recursos devem render de forma contínua, seja de curto ou longo prazo.

Um dos erros mais comuns cometidos pelos empreendedores é manter os recursos de capital de giro e de futura expansão parados na conta corrente, ou em uma conta poupança tradicional. O ideal é que o dinheiro esteja sempre em circulação, de maneira sustentável.

Além do mercado de finanças, “investir dinheiro na própria empresa” também pode significar a alocação de dinheiro para melhorias em infraestrutura interna (melhores computadores, itens de trabalho, equipamentos diversos, etc.) que, por sua vez, trazem retornos em produtividade.

Neste artigo que preparamos sobre investimentos empresariais, você saberá quais são as melhores carteiras para direcionar os recursos do seu empreendimento, de modo que os juros compostos trabalhem para você de forma positiva, aumentando os lucros e trazendo mais prosperidade ao seu negócio.

Ah, e claro: falaremos sobre os serviços disponibilizados pela Dinie para crédito desburocratizado para PMEs, de forma integrada e juros acessíveis a todos os bolsos.

Investimentos para PJ: quais são os principais?


Ao contrário dos investimentos para Pessoa Física, a carteira para PJ é um pouco mais restrita, com diferenças importantes nas regras de cada produto. O Tesouro Direto, por exemplo, não é acessível para as empresas.

Existem outras opções igualmente interessantes, com baixo risco e liquidez diária. Veja algumas das alternativas que separamos para você, e as principais informações sobre cada uma.

Com essas dicas, é perfeitamente possível diversificar os investimentos da sua empresa, de acordo com perfil de investimento, prazos e capital.

Fundos de investimentos

Provavelmente você já deve conhecê-los na modalidade PF, não é mesmo? Em resumo, os fundos de investimentos são reuniões de vários investidores (cotistas), que têm objetivos e perfil comuns, o que gera ganhos de escala.

Segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), a indústria de fundos iniciou 2019 com captação líquida de R$10,3 bilhões, destaque para a classe de renda fixa, que conta com menor risco e rendimento estável.

Para PJ, existem diferentes tipos de fundos de investimento, como multimercado, ações e renda fixa. Há também cobrança de IOF, que começa em 96% do rendimento no primeiro dia e cai para 0% no 30º dia após a aplicação.

Além do IOF, o Imposto de Renda (IR) também é cobrado em fundos de investimento, em alíquotas de 22,5% a 15%, dependendo do prazo e do tipo do fundo.

CDB

O CDB (Certificado de Depósito Bancário) é um investimento de renda fixa em que o usuário empresta dinheiro para uma instituição financeira, para bancar seus custos operacionais.

Em troca, recebe-se uma remuneração proporcional ao tempo de investimento.

É uma das melhores alternativas, uma vez que possui diferentes prazos, liquidez e rentabilidade, além de ser extremamente popular na PJ.

A título de conhecimento, os CDBs são tributados pelo Imposto de Renda com alíquotas que variam de acordo com o valor aplicado.

Existem três tipos principais de CDB. São eles:

  • Títulos pós-fixados
  • Títulos pré-fixados
  • CDB atrelado à inflação

LCA e LCI

As siglas LCA e LCI significam “Letra de Crédito do Agronegócio” e “Letra de Crédito Imobiliário”, respectivamente. Bem como no CDB, a remuneração destas aplicações pode ser vinculada ou prefixada a um índice.

Por exemplo, uma LCI pode pagar o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), mais 4%. Assim, o investidor garante para si um rendimento de 4% acima da inflação, o que se traduz em um ganho real de poder de compra. Por outro lado, geralmente são investimentos que não permitem o resgate do valor antecipadamente.

No final das contas, o LCA e LCI são tributados da mesma forma que o CDB, uma vez que depende do tempo de aplicação. Logo, não são tão adotados como carteira de investimentos para PJ.

Ações

Por último, temos as ações na Bolsa de Valores. Qualquer pessoa física e jurídica pode realizar este tipo de investimento, mas a rentabilidade variável envolve riscos que são moderados ou altos.

Portanto, investir em ações pode ser considerado como um investimento de longo prazo, algo em torno de cinco anos. Ou seja, você compra uma ação em baixa agora, e a mesma ao longo dos anos poderá rentabilizar e trazer benefícios para a sua empresa.

Como a Dinie pode ajudar sua empresa com crédito rápido desburocratizado

A Dinie é uma empresa que oferece soluções inteligentes de capital sob demanda para pequenas e médias empresas em todo o Brasil. Seja atendendo parceiros de marketplace de grande escala, ou em uma loja de nicho, nossos serviços financeiros se adequam às demandas da sua empresa.

Oferecemos estrutura e soluções financeiras viáveis para o seu negócio, e via parcerias com marketplaces, de modo que haja comodidade para os clientes, e fornecedores do seu negócio.

Somos também, uma plataforma financeira embedded, ou seja, oferecemos soluções de pagamento integrado para o seu negócio, via crédito: o que amplifica as conversões, facilitando o sucesso das operações, seja para clientes finais, ou para parceiros participantes de sua plataforma de marketplace.

Conheça o Limite Dinie!: a solução de capital sob demanda para impulsionar o seu negócio! Não é cobrada nenhuma tarifa para a sua empresa obtê-lo, clique neste link e saiba mais.

Quer ser nosso parceiro Dinie, oferecendo crédito para vendedores e compradores PMEs de sua plataforma digital e/ou marketplace? Clique aqui e conheça a nossa proposta!

Etiquetas